Escolha uma Página

Boas estratégias de marketing e o posicionamento de uma empresa dependem de informações precisas sobre seus consumidores. Há, basicamente, dois conceitos que trazem esses dados: buyer persona e público-alvo.

Ambos ajudam a definir um grupo ou um perfil de consumidor, com níveis de detalhamentos e informações distintos. É justamente essa precisão de dados que diferencia um do outro, e torna necessária uma análise mais profunda sobre cada um.

Neste post, você vai entender melhor quais as diferenças entre público-alvo e buyer persona, compreendendo quais deles são as melhores definições do seu cliente. Confira!

Entenda o conceito de público-alvo

Para quem você vende seu produto? De primeira, fica um pouco difícil responder com muitos detalhes, certo? Mas um exemplo pode ajudar: suponhamos que você venda produtos para barba, desde uma simples loção pós-barba até um hidratante. O seu público-alvo é composto de homens, de 18 a 70 anos, aproximadamente, residentes de todo o Brasil e que têm constante necessidade de cuidados com a barba.

Deu para perceber que essa é uma definição bastante geral, certo? E essa é justamente a principal característica do conceito de público-alvo. Ele permite mensurar, de forma ampla, para quem o seu produto será vendido, com informações mais básicas e pontuais, sem muitos detalhamentos.

Com as informações de público-alvo, você não sabe, por exemplo, quais homens consomem um shampoo para barba. Por ser um produto mais específico, seria fundamental ter uma informação mais precisa. De certa forma, isso impede campanhas e ações mais pontuais, o que faz diferença atualmente, em que mercados são mais disputados.

Apesar de dar um direcionamento adequado, o conceito de público-alvo limita ações de marketing mais específicas. Para uma abordagem precisa e direcionada a um nicho menor, você precisa de bastante detalhamento. Informações de público-alvo são mais úteis nos estágios iniciais do marketing, quando as ações são mais gerais.

Veja a importância da buyer persona

É possível refinar mais as informações sobre o seu público. Dentro dos homens que têm barba, nem todos querem tirá-la, e esses têm necessidades específicas, como o uso de um bom óleo hidratante. Geralmente, esses clientes são homens modernos, com rotinas agitadas e que buscam muita qualidade e praticidade na hora de realizar uma compra.

Esse modelo citado é uma caracterização de um perfil bastante específico de cliente. É possível visualizar qual é esse tipo de homem, e também dá para colher mais informações específicas sobre ele. A buyer persona é isto: um modelo detalhado do perfil do consumidor de uma marca.

Esse perfil traz informações bastante específicas, como a área de atuação profissional, sua idade, suas aspirações, suas dores e o que exatamente ele espera de um produto que esteja pronto para atender suas necessidades.

Com dados tão precisos, fica mais fácil entender o que o cliente pretende e como o produto vai agir no cotidiano dele. Isso é ótimo para desenvolver ações bastante específicas, que tenham alto poder de atingir quem realmente tem interesse pelo seu produto e, rapidamente, converter esse indivíduo em um cliente.

Entendeu as diferenças?

Deu para ver como há diferenças de conceito nesses dois termos, certo? Enquanto o público-alvo trata de um grupo grande de pessoas que têm interesse em um produto, buyer persona é a personificação detalhada de um perfil de cliente recorrente da marca, que oferece dados importantes para ações de marketing precisas.

Achou legal? Você pode assinar nossa newsletter e receber muito mais informação direto no seu e-mail!

%d blogueiros gostam disto: